Problemas de ouvir mal

Os problemas que advém de ouvir mal

Assim como o resto do corpo, o ouvido também envelhece e a partir dos 50 anos, as células auditivas começam a morrer. Esse envelhecimento porém, não causa perda total de audição.

Problemas como a diabetes, colesterol alto e pressão alta, podem acelerar o processo de perda auditiva, porque as três doenças diminuem a circulação do sangue no único vaso do ouvido, responsável pela nutrição. 

Cera acumulada, infecções, tímpano perfurado, danos no ouvido interno e vias nervosas são também outras causas para a perda de audição.

As perdas permanentes devem-se a fatores hereditários, à exposição contínua a fortes ruídos, ao uso de certos medicamentos (exemplo quimioterapia), a algumas doenças (meningite), mas sobretudo ao avanço da idade.

Sempre que haja uma suspeita de perda auditiva, o mais sensato é procurar um médico especialista.

A perda auditiva na terceira idade é um sério fator de limitação do indivíduo. Pode contribuir inclusive para o desenvolvimento de alguns distúrbios psiquiátricos, favorecendo o isolamento.

 

Como tal alguns dos problemas que surgem com a perda auditiva, são:

  • Depressão.
  • Ansiedade e sensação de que os outros estão zangados, são consequências de não perceber uma conversa. 
  • Perda da capacidade de comunicação e quebra nas relações humanas que levam ao isolamento.
  • Exposição a maiores riscos diários.